Home  /  Institucional  /  Campeões  /  Márcio Morche

Márcio Morche

Márcio Morche

Márcio Morche

 

Nascimento: 23/09/1993

 

Cidade: Porto Alegre, RS

 

Sonho: " Estabelecer um projeto solidificado e continuo de transformação social"

Márcio Morche
  • Jogou profissionalmente pelos times Santa Cruz e Novo Hamburgo (atual campeão gaúcho)
  • Fundados Projeto Luz da Aurora que já beneficia mais de 160 crianças em zonas de vulnearabilidade
  • Idealizador da I Gincanca Faculdade Sogipa/Prof. Branca Diva
  • Convidado para um Intercâmbio pela BSA (Brazilian Soccer Association) para os paises Ucrânia, Marrocos e Espanha

Biografia

Facebook Twitter Pinterest Google Plus

Márcio nasceu em Porto Alegre e passou sua infância jogando bola nas ruas do bairro IAPI. Aos 11 anos, começou a despontar na escolinha de futebol do São José como um talento promissor e confirmou este talento ano após ano. Dos times de base do São José, Márcio foi para Santa Catarina jogar bola, depois de um ano, voltou para Porto Alegre e logo seguiu para jogar no Rio de Janeiro, depois para Osório, retornou ao São José, foi novamente ao estado vizinho jogar na cidade de Tubarão, voltou de novo ao RS e se estabelecer em Novo Hamburgo (ufa!), onde jogou pelo time da cidade até o ano de 2015.

 

Foi neste ano de 2015 que muita coisa aconteceu, tanto boas quanto ruins. Começando pelas ruins, Márcio estava sofrendo muito com uma lesão no púbis, e por esse motivo teve que passar meses se tratando no clube do Novo Hamburgo. As boas, durante o tratamento para sua lesão, o jogador resolveu usar seu tempo “de molho” para fazer duas coisas produtivas: estudar e voluntariar. Por conhecer a qualidade dos profissionais formados na Faculdade Sogipa, em Porto Alegre, o jogador resolveu ingressar na mesma para estudar educação física e futuramente trabalhar com o que amava. Mas já no primeiro semestre, surgiu a oportunidade de aplicar seu conhecimento do futebol e o pouco que já havia aprendido sobre recreação.

 

Márcio procurou a Associação Beneficente O Bom Samaritano (ABOBS) para encontrar uma forma de ajudar as crianças no 4º Distrito de Porto Alegre, nas mediações da rodoviária e avenidas Farrapos e Voluntários da Pátria. A necessidade de ajudar veio das viagens que fazia entre a fisioterapia na cidade de Novo Hamburgo e a Faculdade Sogipa. Márcio passava pelo 4º Distrito de ônibus e via pela janela cenas de partir o coração. Essa parte da cidade é conhecida  por ser uma zona de conflito entre facções, por isso gera muita insegurança para os moradores, violência e expõe os jovens às drogas e prostituição. Inconformado em ver a situação de descaso da zona e jovens a mercê das drogas, Márcio foi até a ABOBS e a oportunidade veio, rapidamente, em forma de convite para ser voluntário numa escola pública. E essa história, de como  ele ajuda crianças e adolescentes a ter uma perspectiva de futuro através do esporte, a gente conta agora!



PROJETO LUZ DA AURORA

Escolas Camila Furtado Alves e Prof. Branca Diva

 

Com um convite da instituição ABOBS, Márcio e alguns amigos começaram um trabalho de recreação na Escola Camila Furtado Alves com apenas esta caixa da foto abaixo.

 

O material era pouco, mas se deu um jeito. A infraestrutura da escola era precária, mas também se deu um jeito. Era preciso mais voluntários, e Márcio também recrutou outras pessoas para ajudar nas atividades de oficinas sobre valores, cidadania e preservação da família, confraternização com professores, doações de brinquedos e material escolar, biblioteca Cristã, passeios, entre outros. E assim, ele foi transformando a vida das crianças, mesmo que fosse apenas por duas vezes na semana, já fazia muita diferença para os jovens. Não só estudantes, mas também professores e comunidade começaram a ser impactados positivamente com a expansão das atividades, o que deu muita visibilidade ao trabalho do nosso acadêmico.  

 

Os bons resultados na escola Camila, lhe renderam um convite vindo da diretora da escola Branca Diva para trabalhar com jovens no contraturno dessa nova escola. O projeto começou com Márcio com uma pequena gincana interna que deu muito certo. Hoje, juntando as Escola Branca Diva e Escola Camila Furtado, ambas de Porto Alegre, já são 160 crianças beneficiadas durante os encontros semanais com voluntários nas suas escolas.  Os materiais continuam limitados um ano depois, contudo, Márcio e os poucos voluntários conseguem entreter os jovens, professores e comunidade com muito mais atividades.

 

Márcio conta que um dos maiores desafios vem sendo conseguir mais pessoas que dediquem seu tempo de forma regular como voluntário. No caso do nosso acadêmico, para conseguir participar do projeto, ele já abdicou de estágio, já mudou de emprego e vive “na correria” para poder trabalhar, estudar e comparecer aos encontros semanais. Márcio gostaria de poder contar com a ajuda de mais pessoas para as próximas etapas do projeto, na qual eles projetam atividades novas como oficinas de artes, redação e interpretação de textos,e uma Gincana maior.

 

I GINCANA DA FACULDADE SOGIPA/PROF. BRANCA DIVA

 

Depois de fermentar sua idéia, Márcio conseguiu a ajuda dos seus colegas da disciplina de Recreação e Lazer da Faculdade Sogipa para realizar a I GINCANA da Faculdade Sogipa/Prof° Branca Diva. O evento já aconteceu na escola Branca Diva no dia 25 de Maio (em breve mostraremos o resultado), mas os interessados em ajudar, ainda podem participar na segunda etapa. A segunda parte da Gincana acontecerá dia 08 de Junho, no Ginásio Poliesportivo do Clube Sogipa, com início programado para às 9h e previsão de encerramento às 12h do mesmo dia. Todos acadêmicos e interessados podem ajudar nas torcidas!

 

Nossos alunos junto com Profª Rosilene dedicaram meses para construir uma atividade que pudesse mostrar uma realidade nova e mais otimista para as crianças da Escola Branca Diva. A escola fica no 4º Distrito, região da capital conhecida pela violência, prostituição e tráfico de drogas. Além das armadilhas do lado de fora da escola, os jovens usam quadras e espaços sem manutenção nenhuma, e sofrem com a falta de estrutura e material esportivo na escola (descaso do poder público). Por isso, uma das missões da Gincana é trazer este grupo de jovens ao Clube Sogipa para mostrar oportunidades dentro do esporte e uma realidade diferente. O Clube Sogipa conta com estruturas referência no país onde grandes atletas treinam, e os acadêmicos esperam que a experiência possa inspirar os estudantes da escola Branca Diva a praticarem mais esporte, serem atletas ou até mesmo educadores físicos como Márcio.

 

MISSÃO ESPORTES SEM FRONTEIRA 

 

O objetivo de Márcio é ajudar jovens com uma simples ferramenta, o esporte, e com sua energia que vem de outra dimensão! Atualmente, nosso acadêmico está tendo a oportunidade de realizar o sonho de levar seu trabalho para outros países (Ucrânia, Espanha e Marrocas) e à campos de refugiados na Síria. Como ele diz, "espera levar as boas novas através do esporte e das cores da nossa bandeira à quem tanto precisa". Porém faltam algumas etapas para realizar o sonho do intercâmbio nos três países e a viagem à Síria. Vamos contar melhor essas etapas, mas já saiba que sua ajuda pode ser decisiva!

 

Dia 23 de junho, Márcio está com data marcada para embarcar para a Ucrânica, Espanha e Marrocos junto com uma equipe de jogadores e treinadores de futebol do Brasil. Márcio acredita que seja o momento de mostrar o trabalho que já faz em Porto alegre, de abordar fundamentos e princípios utilizando o esporte como ferramenta base para educação. Junto com o grupo de voluntários, ele irá ministrar clínicas de futebol para iniciação nos três países. Nosso acadêmico explica que esta viagem, com duração de 28 dias, será a preparação para ir à Síria no final do ano. Como Márcio mesmo nos contou:

 

   "Busco com essa viagem entender a cultura local e a melhor maneira de abordagem para fazer meu tempo na Síria render grandes frutos, e busco com essa     mensagem, uma ajuda financeira."

 

Isso mesmo, nosso missionário também necessita de ajuda financeira para pode realizar a missão que Deus colocou no seu coração. Nesse primeiro momento, Márcio precisa levantar um valor de R$8.200,00 para pagar as passagens e alimentação do intercâmbio que fará dia 23 de junho. As passagens, na verdade, foram compradas através de um empréstimo, e agora é preciso pagar-lo. 

 

Clique neste link para visitar a página da Missão Morche no site Vakinha, um site onde Márcio tem um conta e todos podem fazer doações de uma forma muito simples. 

 

Este projeto da Síria não está vinculado aos profissionais do futebol, será uma missão para levar paz e recreação à um lugar onde o tempo não passa e a vida não tem perspectiva. Contamos da mesma forma, com sua contribuição em qualquer valor para as duas missões de Márcio. Para maiores informações, entre em contato pelo e-mail missaomorche@gmail.com.

 

 

E você agora deve estar se perguntando, e a carreira no futebol de Márcio? Saiba que ele voltou a jogar em 2016, pela equipe do Santa Cruz. Entre os treinos e viagens, foram muitos artigos escritos para as cadeiras da faculdade (EAD, claro), e muitas leituras no balanço do ônibus que ocupavam muito tempo de Márcio. Mas isso não era o problema, e sim o sentimento que sentia de não conseguir mais se encaixar na vida de atleta profissional. Menino de muita fé, Márcio decidiu que queria continuar mudando vidas e levar um pouco da sua experiência e da palavra de Deus para quem precisava. Nem uma, nem duas, foram várias propostas de times e emprego que ele não aceitou para dar continuidade ao seu trabalho como voluntário. Ao longo do caminho, como já contamos, ele recrutou muitas pessoas na sua igreja, na Faculdade Sogipa e junto com a ABOBS para poder dar continuidade às atividades em todas as escolas onde os projetos dele acontecem.