Home  /  Institucional  /  Campeões  /  Alex Pires

Alex Pires

Alex Pires

Alex Pires

 

 

Nascimento: 07/05/1990

 

 

Cidade: Sapiranga (RS)

 

 

Sonho: "Se tornar o primeiro atleta paralímpico brasileiro a participar de uma olimpíada e uma paralimpíada no mesmo ano."

Alex Pires
  • Medalhista de Ouro, Prata e Bronze nos Campeonatos Mundiais do IPC, 2017/2015/2013.
  • Líder do ranking brasileiro paralímpico por seis anos consecutivos nas provas de 800, 1500, 5000, 10.000m rasos e Maratona (2011/2016).
  • Nos últimos 3 anos terminou a temporada no top 3 no ranking mundial do IPC.

Biografia

Facebook Twitter Pinterest Google Plus

Do jornal Zero Hora ao site do canal SporTV, Alex Pires vem sendo citado e parabenizado pela recente vitória no Campeonato Mundial de Maratona do Comitê Paraolímpico Internacional, que aconteceu no dia 23 de Abril, em Londres. Até o momento, este é o título mais importante de Alex, mas além dos objetivos ambiciosos no currículo esportivo dele, também existem muitas (muitas mesmo) outras conquistas de peso para serem contadas!

 

Nascido na cidade de Sapiranga, Alex descobriu aos oito anos um encurtamento no braço esquerdo. Para corrigir este problema, era preciso se submeter a uma cirurgia muito complexa, na qual ele correria o risco de perder o movimento do braço. Nosso aluno optou por não se operar e teve que aprender a lidar com sua deficiência. Felizmente, a pequena deficiência não o privou de praticar e se apaixonar pelo atletismo.

 

Alex começou a competir em 2007 em provas de 5km e 10km. Ele participava de corridas de rua como todos os outros corredores e, simplesmente, relevava o encurtamento no braço esquerdo, deficiência que afeta seu equilíbrio e coordenação para correr. Os anos foram se passando, e a paixão pela corrida só aumentava. No ano de 2011, Alex resolveu dar um passo decisivo na sua carreira e veio para Porto Alegre treinar com o técnico Leonardo Ribas no clube Sogipa, e assim, virou oficialmente um atleta paralímpico.

 

O Clube Sogipa lhe ofereceu toda a infra-estrutura necessária, como uma pista dentro dos padrões internacionais, sala de musculação, colegas de treino de alto nível e o técnico, Leo, com seu imenso conhecimento em corridas, tanto de longa quanto de curta distância. Não demorou muito e os resultados começaram a aparecer. Apenas dois anos depois de entrar nas categorias T45/46 (encurtamento ou amputação dos braços), Alex alcançou marcas satisfatórias para participar do seu primeiro Campeonato Mundial de Atletismo, em 2013, correndo as provas de 800m, 1.500km e 5.000km. Após sua primeira participação, ele voltou para casa com duas medalhas de prata e uma de bronze. Já na edição seguinte do campeonato no ano de 2015, ele novamente subiu ao pódio, mas diferente das outras vezes, Alex subiu no pódio para receber a medalha de prata no Campeonato Mundial de Maratona do Comitê Paraolímpico Internacional. A partir daí, os títulos na prova de maratona não pararam mais.

 

Os grandes resultados de Alex Pires lhe garantiram o índice para participar dos Jogos Paralímpicos do Rio em 2016. A preparação foi forte, mas uma inflamação no tendão de Aquiles de Alex prejudicou muito seu treinamento para as Paralimpíadas. Nosso aluno competiu no Rio, mas com dores e longe de estar na sua melhor forma. Ele foi muito bravo até o Km 25, mas seu rendimento caiu e Alex ficou longe da medalha de ouro. Esta medalha de ouro dos Jogos do Rio 2016 foi conquistada com a marca de 2h32min por um atleta estrangeiro, e o tempo dele foi “pior” que o tempo que Alex tinha feito nas eliminatórias para os Jogos, de 2h27min. Fato frustante, mas ao mesmo tempo comprova o potencial de Alex.

 

Mas a vida dá voltas, e exatamente 217 dias após a prova frustrante do Rio e depois de curar a lesão no tendão, Alex já estava no pódio do Campeonato Mundial de Maratona do Comitê Internacional Paralímpico com sua medalha de ouro! De medalha no peito e um sorriso largo, Alex Pires se tornou uma figura pública, com direito a volta no caminhão de bombeiros na sua terra natal e muitas capas de jornais pra conta. Além de toda a mídia que ganhou, Alex também firmou seus patrocínios e, hoje, se diz muito feliz por poder viver daquilo que ama: o esporte.

 

Nosso aluno é contemplado com a Bolsa-Pódio pelo Ministério do Esporte e pretende continuar com o patrocínio das Loterias CAIXA até 2020, ano das próximas Paralímpiadas em Tóquio. Alex é ambicioso, e também sonha em se qualificar para as Olímpiadas de 2024. De acordo com seus cálculos, baixando oito minutos sua marca, ele conseguiria competir de igual para igual com os atletas olímpicos. O Campeão Mundial sonha grande, e se confirmado esse feito, seria o primeiro atleta paralímpico brasileiro a competir as Paralímpiadas e Olímpiadas no mesmo ano. 

 

Com 27 anos, o campeão mundial também espera continuar a faculdade enquanto treina para as próximas competições, e tem planos de atuar como treinador de atletas fundista com e sem deficiência após sua formatura. Ao contrário das pistas, ele não tem pressa para se formar, então ainda teremos muito tempo para comemorar e tietar o nosso querido e ambicioso aluno. (E que nos desculpem as outras faculdades, mas o Campeão Mundial Paralímpico não poderia estar em outra faculdade senão na Faculdade Sogipa, escola de campeões!)